A importância da utilização do pé de pato em aulas de natação

3 anos ago 0

A resistência da água ou arrasto é a principal força a ser vencida durante a locomoção aquática. Como a densidade da água é aproximadamente 800 vezes maior que a do ar, isso requer elevado gasto energético. De fato, quando um corpo está horizontalmente imerso em água, o tórax tende a flutuar enquanto os membros inferiores tendem a afundar.

Uma das funções do pé de pato seria melhorar a habilidade técnica e aumentar o tamanho da superfície de propulsão, associados ao aumento na eficiência propulsiva. Isso reduz o gasto energético do nado, maximizando a propulsão e minimizando a resistência. Ou seja, o atleta tem mais facilidade para manter o corpo na posição horizontal, e uma posição mais horizontal reduz de forma significativa o arrasto.

Os estudos recentes, mostram que a utilização de pés de pato pode reduzir em 10% o gasto energético durante a prática da natação. Essa redução é devida principalmente à diminuição do trabalho mecânico total. Com isso, valores 20% maiores na eficiência de propulsão são encontrados com a utilização dos pés de pato. É interessante notar que o uso de pés de pato, não induz apenas na redução da frequência de pernadas, mas também no decréscimo na frequência de braçada. Isso indica que os pés de pato não somente melhoram a eficiência de propulsão dos membros inferiores, mas também influenciam de alguma forma na eficiência de propulsão dos braços.

Benefícios do uso do pé de pato Kpaloa

É necessário entender alguns fatores para o uso de pés de pato. Muitos tipos têm comprovação prática; outros, científicas; outros ainda, experimental. Mas o fato é que realmente eles podem oferecer ao nadador várias situações vantajosas. Vejamos:

Fortalecimento da musculatura das pernas

Como o pé de pato Kpaloa proporciona um aumento na extensão da área dos pés, consegue-se aumentar a quantidade de água que resiste ao movimento. Consequentemente, é necessário mais força para empurrar a água. A pernada se torna mais intensa, o que exige trabalho de músculo mais intenso. Isso determina que, quanto maior a área de superfície da nadadeira, maior é a força que o indivíduo demanda para se deslocar e mais forte pode ficar sua pernada. A utilização das pernas com músculos mais potentes e com técnica aprimorada deixam o praticante de natação mais rápido.

Melhora da flutuabilidade e posicionamento do corpo no nado

Um bom posicionamento do corpo na água é precioso para a melhora da técnica dos nados. Com o aumento da velocidade do nado, a partir da utilização de pés de pato, o praticante de natação obtêm uma melhor flutuabilidade. A ação e percepção do movimento horizontal é maior, através dos músculos antigravitacionais. Os nadadores conseguem maior desempenho no aprendizado e aprimoramento das técnicas, pois quanto mais horizontal estiver o corpo, menor será a resistência na água.

Correção do nado

Após a utilização dos pés de pato, nosso cérebro vai condicionando o corpo a obter uma melhor posição do nado. Na prática da natação competitiva, atletas que treinam com pés de pato conseguem excelentes desempenhos após a utilização, pois ocorre uma transferência do sistema neuromuscular, raiz, músculos e nervos.

Maior gasto calórico e aptidão física

Já que a natação é uma atividade física aeróbica, muitos praticantes esquecem de usar as pernas, onde se localizam os maiores músculos. Sabendo que quanto mais músculos do corpo forem usados, maiores serão os benefícios cardiovasculares, os nadadores que usam os grandes músculos das pernas terão benefícios com treino intenso, pois aumenta o gasto calórico e o nível de aptidão física. Os pés de pato, ao ajudarem na amplitude das pernas, aumentam o trabalho do sistema cardiovascular.

Aumento da flexibilidade das articulações

Alguns praticantes iniciantes de natação apresentam muitas dificuldades na execução da batida de perna. A principal razão é a baixa flexibilidade dos tornozelos que funcionam como ganchos. Assim sendo, geram uma força contrária à direção desejada. Na natação competitiva, ao contrário, os atletas alongam os tornozelos formando uma linha reta com a perna. Com a carga extra imposta pelo uso dos pés de pato, há um alongamento dos tornozelos ao bater a perna. A utilização constante os alonga, aumentando sua flexibilidade para se movimentarem em todas as direções, tornando a pernada mais eficiente.

Nadar com pé de pato Kpaloa permite que o corpo flua mais facilmente, proporcionando o máximo de técnica e mínimo de força, fazendo com que a natação fique mais prazerosa.

Gostou? Curta, comente e compartilhe com seus amigos!

Prof. Ms. Alexandre da Gama
Mestre em Motricidade Humana (2008), Pós-graduado em Natação e Hidroginástica (2000), Licenciatura Plena em Educação Física (1989), 31 anos de experiência na área, com ênfase em Atividades Aquáticas, Educação Escolar, Treinamento Desportivo, Eventos e Emagrecimento.
CREF: 103-G/RJ
alexandredagama@hotmail.com
PUBLICADO POR KPALOA EM 04/09/2017 POSTADO EM NATAÇÃO