Brasil encerra campanha no Campeonato Pan-Pacífico de Natação 2018, em Tóquio, com cinco medalhas e recorde de finais

3 anos ago 0

O Brasil encerrou, na última segunda-feira (13), sua campanha no Campeonato Pan-Pacífico de 2018. A competição realizada em Tóquio, que era o principal objetivo da seleção brasileira para a temporada, terminou com saldo de cinco medalhas – quatro da Natação e uma da Maratona Aquática.
Participam do Pan-Pacífico algumas das maiores potências do mundo: Argentina, Austrália, Bahamas, Canadá, China, Ilhas Cook, Colômbia, Equador, Guam, Ilhas Marianas, Japão, Nova Zelândia, Oman, Palau, Peru, Filipinas, Tailândia e Estados Unidos. Por isso, a direção da CBDA optou por dar prioridade, tanto na Natação, quanto na Maratona Aquática, para a competição realizada no Japão.
O principal resultado do Brasil veio com o revezamento 4x100m livre masculino. Depois da prata no Mundial de Budapeste, o quarteto foi ao Japão com dois novos nomes: Marco Antonio Ferreira Júnior e Pedro Spajari. A medalha de ouro consolidou o momento da geração brasileira rumo aos Jogos Olímpicos.


Além do ouro no revezamento, a Natação conquistou outras três medalhas: Leonardo de Deus, prata nos 200m borboleta, João Gomes Júnior, bronze nos 100m peito, e Vinicius Lanza, bronze nos 100m borboleta.
O bom desempenho do Brasil não se limitou às piscinas. No mar, Ana Marcela Cunha mais uma vez fez história. A baiana conquistou a primeira medalha da história do Brasil em Maratonas Aquáticas em Pan-Pacíficos. Mais do que o bom desempenho no Pan-Pacífico, as equipes de Natação e Maratonas Aquáticas tiveram um período de aclimatação em Sagamihara, cidade que fica a 70 km de Tóquio. Na estrutura oferecida pelo Comitê Olímpico do Brasil, os atletas tiveram todo amparo para a competição. O local deve ser utilizado como ponto de treinamentos nos Jogos Olímpicos de 2020.

 

Departamento de Comunicação – CBDA
Foto: Divulgação/CBDA
JOÃO PAULO DE CASTRO
Assessoria de Imprensa