CPB celebra marco de dois anos para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 com metas de atletas e medalhas

2 anos ago 0

Este sábado, 25, marca os dois anos para a cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos 2020. Brasil deve levar cerca de 240 atletas para o Japão, a fim de manter-se no Top 10 do quadro-geral de medalhas

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 serão abertos oficialmente daqui a dois anos. Do dia 25 de agosto a 6 de setembro de 2020, uma delegação brasileira composta por cerca de 240 atletas disputará na capital japonesa a maior competição do Movimento Paralímpico mundial. Isto representa 5% do total de participantes do evento, que contará com 4.400 competidores de todo o mundo.

Quinhentos e trinta e sete eventos terão medalhas em jogo, e os nossos representantes têm como meta principal consolidar-se entre as dez principais potências do esporte adaptado. A meta estipulada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, divulgada em planejamento estratégico em julho, é conquistar de 60 a 75 medalhas.

“O marco de dois anos para os Jogos de Tóquio 2020 é importante, uma vez que estamos no ponto médio da trajetória rumo ao nosso objetivo principal. É um referencial relevante para medirmos onde estamos em comparação com o restante do planeta. Pela primeira vez, poderemos aproveitar integralmente dentro de um ciclo paralímpico os benefícios da preparação no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, que nos põe estruturalmente em pé de igualdade com nossos maiores rivais”, disse Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016, a delegação brasileira ficou com a oitava posição no quadro-geral de medalhas. Foram 72 conquistas, sendo 14 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. Com vaga garantida em todas as modalidades por ser o país-sede, o Brasil foi representado por 288 atletas – o maior time que já levou a uma edição dos Jogos. Para Tóquio, contudo, será necessário carimbar o passaporte disputando as principais competições internacionais.

Um marco importante nesta trajetória rumo ao Japão serão os Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, cuja abertura será em 23 de agosto de 2019. Quinze modalidades distribuem no evento continental vagas para os Jogos Paralímpicos do ano seguinte. 

O Brasil já conta com três equipes classificadas para os Jogos de Tóquio 2020. Atual tetracampeão paralímpico, o futebol de 5 (para cegos) qualificou-se ao conquistar o ouro no Mundial da modalidade, em junho, na Espanha. Os times masculino e feminino de goalball também carimbaram seus respectivos passaportes rumo ao Japão, ao subirem ao pódio no Mundial da Suécia, também em junho.

A décima sexta edição dos Jogos Paralímpicos contará com a inclusão de duas novas modalidades. Badminton e taekwondo farão suas estreias no programa paralímpico, num total de 20 eventos de medalha. Futebol de 7 (para paralisados cerebrais) e vela foram excluídos do programa.

A melhor participação do Brasil na história dos Jogos Paralímpicos ocorreu em Londres 2012, quando terminou no sétimo lugar, com 43 medalhas, 21 das quais de ouro.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro

 

Responsabilidade Social
O Portal Francisswim.com.br promove diversas ações e projetos visando inclusão social e responsabilidade ambiental que são compartilhadas em nossas plataformas de redes sociais.

Saiba mais sobre a Casa de Apoio Madre Ana
A Casa de Apoio Madre Ana proporciona um acolhimento digno a pacientes pediátricos e adultos portadores de câncer, transplantados, com problemas cardíacos, dentre outros, juntamente com seus acompanhantes vindos do interior do Estado e de outros estados brasileiros. São pessoas de baixa renda que necessitam de um suporte integral durante o período do seu tratamento na Santa Casa.
Os hóspedes recebem moradia, alimentação, material de higiene e conforto espiritual sem nenhum custo. Tudo com um único objetivo: aumentar as chances de cura dos nossos pacientes assistidos.
O leitor do site Francisswim.com.br que quer contribuir pode clicar na logomarca da Casa de Apoio Madre Ana e adicionar uma doação. Além disso, também é possível ser doador mensal para tanto, basta acessar o link: https://goo.gl/cK5wHb

Saiba mais sobre o Lar São Luis Guanella
O Lar Dom Guanella foi fundado em 1994 com o objetivo de acolher e prestar atendimento as pessoas idosas de ambos sexos e que se encontram em situação de vulnerabilidade. Sua capacidade atual é de 40 idosos.
O lar se mantém através da ajuda da comunidade e de pessoas, que realizam doações mensais, além de Instituições e Escolas através de festas como Natal e Páscoa. São aceitas doações diversas como alimentos, leite, material de higiene pessoal e fraldas.
O Lar São Luis Guanella é instituição filantrópica, cujo fundador é o italiano São Luís de Guanella, canonizado pelo papa Bento XVI em 23 de outubro de 2011, e funciona na Avenida Ary Tarragô 1281, Porto Alegre, Rio Grande do Sul.
Quem quiser colaborar com o Lar São Luis Guanella pode entrar em contato pelo telefone (51) 3372-6957 e pelo e-mail larsaoguanella@guanellianos.org.br
ou através da página no Facebook: https://www.facebook.com/larguanella/