Edênia Garcia conquista o título mundial pela quarta vez, em Londres

6 meses ago 0

Nadadora do Ceará foi ouro nos 50m livre costas, em dia que o Brasil também subiu ao pódio com Daniel Dias e Joana Neves nos 50m borboleta

12.09.2019 – Mundial de Paranatação de Londres 2019 – Daniel Dias – Foto: Ale Cabral/CPB

A nadadora cearense Edênia Garcia conquistou a medalha de ouro nos 50m costas da classe S3 na tarde desta quinta-feira, 12, quarto dia de Campeonato Mundial de natação. A competição, iniciada na segunda-feira, na piscina do Parque Olímpico de Londres, conta com 27 brasileiros entre os mais de 650 competidores. O Brasil já foi ao pódio em 10 oportunidades, três das quais nesta quinta-feira.

O ouro de Edênia foi o quarto do país em Londres, que ocupa o sétimo lugar no quadro de medalhas, com quatro ouros, três pratas e três bronzes. Grã-Bretanha e Itália lideram com 12 ouros cada, porém os italianos somam nove pratas, contra oito dos anfitriões.

Coincidentemente, o ouro desta quinta-feira também foi o quarto de Edênia em Mundiais. Ela acumula no currículo o título mundial em Mar Del Plata 2002, Durban 2006, Eindhoven 2010. Até então, ela nadava na classe S4.

Com o passar dos anos, a condição físico-motora de Edênia piorou em decorrência de uma enfermidade congênita chamada Charcot-MarieTooth, também conhecida como atrofia fibular muscular, que afeta os movimentos dos membros. Na última edição do Mundial, em dezembro de 2017, na Cidade do México, a cearense do Crato ficou com a prata nesta prova já classificada como S3.

Agora, ela chegou a Londres com o melhor tempo do mundo nesta temporada. Largou na raia quatro e confirmou o favoritismo ao cruzar os 50m em 56s71. Deixou para trás a americana Leanne Smith, que já conquistou um ouro e uma prata em Londres, mas nadou os 50m costas em 58s42. O bronze foi para a britânica Ellie Challis (58s91). A paulista Maiara Barreto terminou esta prova em quarto lugar (1min00s03).

“Esta é a minha prova, eu sempre digo que minha estratégia é sair forte, nadar forte e chegar forte. É sempre assim e não deu outra. É meu quarto título mundial, estou bem feliz”, disse a nadadora de 32 anos, uma das mais longevas integrantes da Seleção brasileira. “Aos 15 anos de idade [em Mar Del Plata 2002] talvez eu não soubesse o que representava ser campeã mundial e nem que eu pudesse chegar ao quarto ouro. Hoje, aos 32 anos, eu sei o que significa”, comentou.

O ouro de Edênia foi poucos minutos após a prata de Joana Neves, a Joaninha. Nos 50m borboleta da classe S5 ela alcançou o tempo de 47s21, mais lenta somente que a italiana Arianna Talamona (45s62). O bronze foi para a turca Sevilay Ozturk (47s35). Ainda sem fôlego após sair da piscina, dedicou a medalha ao pai, Jurandir Moisés, morto em 2018 após infarto fulminante. Ela repetiu o ritual que comoveu aos espectadores das provas de natação dos Jogos Parapan-Americanos de Lima, encerrados há quase duas semanas. Quando foi campeã continental dos 50m livre, Joaninha também dedicou a láurea ao pai.

Daniel Dias tornou a conquistar medalha nesta quinta-feira, 12. Nos 50m borboleta, ele teve a difícil tarefa de duelar contra o chinês Lichao Wang e o ucraniano Yaroslav Semenenko, e terminou com o bronze. Esta dupla, a propósito, é motivo de controvérsia no universo da natação paralímpica.

Eles foram medalhistas nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro 2016 na classe S6, para atletas com menor grau de comprometimento físico-motor do que aqueles que estão na classe S5, em que Daniel Dias nada desde o início da carreira, há quase 15 anos. Em função das novas regras de classificação implementadas pelo IPC (Comitê Paralímpico Internacional, na sigla em inglês) em 2018, Yaroslav e Lichao disputam provas na S5, em clara vantagem competitiva em relação aos demais concorrentes.

Em Londres, Lichao foi o campeão com 31s52, enquanto que Semenenko, prata, com 33s22. Para se ter uma ideia da diferença, a marca do chinês no nado borboleta é melhor do que a que Daniel Dias estabeleceu na final dos 50m livre, na segunda-feira, quando conquistou o ouro com 31s83. Em teoria, esta metragem do estilo livre é a prova mais rápida da modalidade.

“Queria nadar para 34s, estou feliz com o tempo, desde os Jogos Paralímpicos do Rio 2016 que não saía esta marca nos 50m borboleta, estou feliz com meu tempo. Não vou deixar de dar o meu melhor a cada prova, não vão ser as coisas da natação que vão atrapalhar minha performance. Vou sempre buscar o meu melhor, sempre”, avisou Daniel Dias.

12.09.2019 – Mundial de Paranatação de Londres 2019 – Talisson Glock – Foto: Ale Cabral/CPB

Confira, abaixo, o resultado dos brasileiros nesta quinta-feira, 12:

100m peito (SB12): Maria Carolina Santiago – 4º lugar

100m costas (S7): Italo Pereira – 8º lugar

100m livre (S10): Phelipe Rodrigues – 4º lugar

100m peito (SB13) Guilherme Silva – 7º lugar

50m borboleta (S5): Daniel Dias – BRONZE

50m borboleta (S5): Joana Neves – PRATA

50m costas (S3): Edenia Garcia – OURO e Maiara Barreto – 4º lugar

200m livre (S2): Bruno Becker – 4º lugar

200m medley (SM11): Wendell Belarmino – 5º lugar

200m medley (SM11) Wendell Belarmino – 4º lugar

400m livre (S8): Caio Oliveira – 4º lugar

100m costas (S6): Talisson Glock – 7º lugar

200m medley (SM5) Esthefany Rodrigues – 8º lugar

Revezamento misto 4x100m livre André Silva, Ana Karolina Oliveira, Débora Carneiro e Felipe Caltran (S14) – 4º lugar

12.09.2019 – Mundial de Paranatação de Londres 2019 – ITALO PEREIRA – Foto: Ale Cabral/CPB

Programação dos brasileiros nesta sexta-feira, 13, horário de Brasília:

6h45 100m borboleta (S10) Phelipe Rodrigues

6h54 50m livre (S8) Gabriel Cristiano

7h 50m livre (S8): Cecília Araújo

7h05 50m livre (S6): Talisson Glock

7h11 50m livre (S6): Laila Suzigan

7h44 100m livre (S12): Lucilene Sousa e Maria Carolina Santiago

7h58 50m livre (S4): Susana Schnarndorf

8h11 100m livre (S11): Wendell Belarmino

8h11 100m livre (S11): Matheus Rheine

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro
Foto: Alê Cabral/CPB

O Portal Francisswim.com.br é uma empresa de notícias/mídia sobre esportes aquáticos que abrange natação competitiva, mergulho, polo aquático, nado sincronizado e águas abertas. O Portal Francisswim foi lançado em janeiro de 2018 e rapidamente se tornou o site de natação, na língua portuguesa, mais acessado no mundo.

O Portal Francisswim.com.br promove diversas ações e projetos visando inclusão social e responsabilidade ambiental que são compartilhadas em nossas plataformas de redes sociais.

Social Responsability
The Francisswim.com.br Portal promotes diverse actions and projects aiming at social inclusion and environmental responsibility that are shared in our platforms of social networks.

Saiba mais sobre a Casa de Apoio Madre Ana

A Casa de Apoio Madre Ana proporciona um acolhimento digno a pacientes pediátricos e adultos portadores de câncer, transplantados, com problemas cardíacos, dentre outros, juntamente com seus acompanhantes vindos do interior do Estado e de outros estados brasileiros. São pessoas de baixa renda que necessitam de um suporte integral durante o período do seu tratamento na Santa Casa.

Os hóspedes recebem moradia, alimentação, material de higiene e conforto espiritual sem nenhum custo. Tudo com um único objetivo: aumentar as chances de cura dos nossos pacientes assistidos.

O leitor do site Francisswim.com.br que quer contribuir pode clicar na logomarca da Casa de Apoio Madre Ana e adicionar uma doação. Além disso, também é possível ser doador mensal para tanto, basta acessar o link: https://goo.gl/cK5wHb

Saiba mais sobre o Banco de Alimentos

O Banco de Alimentos atua como um gerenciador de desperdícios administrando três operações: coleta de doações, armazenamento, e distribuição qualificada de alimentos para entidades beneficentes, tais como creches, asilos, lares de excepcionais, entre outras ongs. A Rede de Bancos de Alimentos do Rio Grande do Sul possui 23 Bancos de Alimentos associados no Estado, os quais doam mais de 500 toneladas de alimentos para 900 instituições, todos os meses. Além da doação de alimentos, desenvolve projetos de nutrição em parceria com as principais universidades Gaúchas, levando mais Segurança Alimentar e Nutricional para as pessoas atendidas nas entidades beneficentes. Participe dessa luta contra a fome e a miséria, entre em contato com o Banco de Alimentos! Telefone: 51-3026.8020 – E-mail: bancodealimentos@bancodealimentosRS.org.br.

Site para maiores informações: http://www.redebancodealimentos.org.br/Inicial