Elite mundial de natação em águas abertas está concentrada em Setúbal para a 12.ª edição FINA Marathon Swim World Series 2018

2 anos ago 0

A elite mundial de natação em águas abertas está concentrada em Setúbal no dia 9 de junho para a 12.ª edição FINA Marathon Swim World Series 2018 Setúbal, terceira etapa da taça do mundo.
A mais importante competição portuguesa em águas abertas – por duas vezes qualificação olímpica, Londres 2012 e Rio 2016 – terá integrado no seu programa o Open Challenge, prova aberta FINA Marathon Swimming World Series, com cerca de 500 nadadores inscritos.


A terceira etapa da Taça do Mundo 2018, organizada pela Federação Portuguesa de Natação em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal, naquele que é considerado um santuário mundial de águas abertas, confirmada está a presença dos holandeses Ferry Weertman e Sharon van Rouwendaal, campeões olímpicos no Rio de Janeiro, vencedores da primeira etapa da Taça do Mundo FINA/Hosa 2018 que decorreu em Doha (Qatar).
Nadadores que irão estar à partida (16.00) no Parque de Albarquel, Baía do Sado, ao lado de outros grandes nomes da natação em águas abertas como os italianos Simone Ruffini (campeão do circuito mundial 2017, 6.º no Rio 2016), os italianos Mário Sanzullo, prata nos 5 km Mundial 2017, e Matteo Furlan, prata nos 25 km Mundial 2017, o húngaro Kristof Razovszky (vencedor da etapa de Setúbal 2017), e o alemão Rob Muffels, segundo em Setúbal 2017.
No sector feminino, destaque para as italianas Rachelle Bruni (prata no Rio 2016 e vencedora em Setúbal 2017), e Arianna Bridi, bronze no Mundial 2017, a equatoriana Samantha Arevalo (vice-campeã mundial 2017), a brasileira Ana Marcela, campeã mundial dos 25 km e terceira nos 10 km em 2017, a chinesa Xim Xin campeã em Setubal 2016, a norte americana Haley Anderson, prata nos Jogos de Londres 2012.


Portugal estará representado com os campeões nacionais 2018: Angélica André (Fluvial), campeã dos 5 e 10 km, Rafael Gil (Individual ANL) campeão dos 10 km, Tiago Campos (CN Rio Maior) campeão dos 5 km e vice-campeão dos 10 km, José Paula Carvalho (SFUAP-Piedense) vice-campeão nacional dos 5 km.
A equipa nacional terá em Setúbal um momento de avaliação para o Europeu absoluto de Glasgow (Escócia), de 8 a 12 de agosto e para Campeonato da Europa de Juniores Malta 13 a 15 julho.
Aquela que é considerada uma das mais duras competições do circuito mundial de águas abertas – prova que foi apuramento olímpico para Londres 2012 e Rio 2016 -, é aguardada com muita expectativa pela comunidade da natação internacional.


Recorde-se que a FINA introduziu novas regras para a utilização de fatos em 2017. Com a temperatura a baixo dos 18ºC será obrigatório o uso de fato isotérmico. Quando a água do circuito de competição apresente temperaturas entre os 18 graus e os 19,9 graus será opcional. Sendo que, a cima dos 20 graus de temperatura da água é proibida a utilização de fatos isotérmicos.
A etapa de Setúbal da Taça do Mundo Fina Hosa 10km Marathon Swimming World Cup integra mais uma vez a FINA Marathon Swim World Series 2018, a par de Doha (Quatar, 17 de março), Seychelles (20 de maio), Balatonfuren (Hungria, 16 de junho), Lac Megantic (Canadá, 11 de agosto), Chun’na (China, 16 de setembro), Taiwan (Taipé, 22 de setembro), Abu Dhabi (UAE, 24 de novembro).
Maria das Dores Meira, presidente da CM de Setúbal: “Quero saudar os atletas desta 12.ª edição. Estamos muito felizes por conseguir receber no Sado os melhores nadadores do mundo e fazer deste evento também uma grande festa da natação com uma prova aberta a todos. Para a cidade é importante porque tem retorno económico o facto de o Sado seja um ponto de influência.”
António Silva, presidente da FPN: “Esta é uma prova com a maior e melhor participação internacional. Com a presença das maiores referências da natação de águas abertas da atualidade. Teremos também um elevado numero de atletas populares que fazem deste evento um dos maiores da natação nacional.”
Luís Liberato Batista, diretor do departamento do desporto e cultura da CM Setúbal: “A prova aberta é uma das apostas desta organização. Queremos que este evento continue a trazer a Portugal os melhores nadadores do mundo mas entendemos que é importante um “mass event” que seja uma festa da natação e permita juntar os amantes da natação em aguas abertas. Teremos este ano cerca de 500 nadadores na jornada da manhã divididos pelas distâncias de 1660, 600 e 200 metros.”
Daniel Viegas, DTN da FPN para as Águas Abertas: “Prevemos que seja um provam muito competitiva, pelo número elevado de nadadores com qualidade assim com as condições da competição. Dos 16 primeiros do mundial, 12 estão a competir em Setúbal. Em femininos das 16 oito estão no Sado. A possibilidade de uso de fatos isotérmicos irá introduzir factores novos à modalidade.”
Marcela Cunha, brasileira líder atual do circuito da Taça do Mundo: “Gosto muito de competir em Setúbal. Aqui venci a minha primeira prova da Taça do Mundo em 2008. M 12 edições participei em sete ou oito. Estou na liderança do circuito mundial e quero muito pontuar aqui para manter essa liderança.


Rafael Gil, campeão nacional: “esta vai ser uma prova de apuramento para o Europeu de Glasgow. A participação em Portugal é sempre positiva por nos sentirmos mais apoiados. Há possibilidade de competirmos pela primeira vez com fatos isotérmicos caso a temperatura da água esteja a baixo dos 18 graus. O Objectivo é ir no grupo da frente, mas vai ser uma prova muito tática.”


Angélica André, campeã nacional: “O trabalho está a ser feitos e os objetivos estão definidos. O apuramento e participação no Europeu é o objetivo da época. Aqui em Setúbal quero ficar nas 20 primeiras. Gosto muito de competir. Já participo aqui desde 2012, mas as provas são sempre muito diferentes.”
https://www.fina.org/event/fina-marathon-swim-world-series-2018