Federação Canadense de Natação encontra dificuldades em organizar as seletivas para a Olimpíada de Tóquio

12 meses ago 0

O diretor de alto desempenho da Swimming Canada, John Atkinson, discutiu as dificuldades de organizar as seletivas para os Jogos Olímpicos do próximo ano em Tóquio durante a pandemia de COVID-19.

Atkinson revelou que várias opções estão sendo consideradas para as seletivas, que estão atualmente programados para serem realizadas no Toronto Pan Am Sports Centre, de 7 a 11 de abril de 2021.

A tarefa é dificultada pelas diferentes medidas restritivas em vigor nas províncias canadenses. “Como você pode imaginar, temos o cenário um ao dez que estamos considerando no momento, e provavelmente vamos dar uma olhada mais aprofundada em como isso pode funcionar no final de novembro e início de dezembro”, disse Atkinson.

“A questão é: como faremos provas sob as restrições de saúde provinciais para garantir que você possa ter um distanciamento social e físico estabelecido e o limite para as pessoas no prédio, e também o desafio que teríamos de ter nadadores vindo de todo o Canadá para esse ambiente. “Não sabemos os detalhes exatos, mas vamos, na minha opinião, precisar fazer algo em abril.

Atkinson, que ocupa o cargo na Swimming Canada desde 2013, também afirmou que a falta de uma vacina para o coronavírus estava dificultando o planejamento. “Se você considerar que a vacina ainda não está pronta – se houver vacina, o que mudará em qualquer outro mês do ano que vem”, disse ele. Provavelmente não muito. Portanto, temos que aprender a fazer as coisas com o que temos e como podemos fazer isso funcionar para nós. Então algo vai acontecer em abril. O que isso parece? Isso ainda está para ser visto. Mas será muito controlado e provavelmente mais restritivo do que normalmente fazemos.

Os Jogos Olímpicos foram adiados devido à crise global de saúde e agora estão programados para 23 de julho a 8 de agosto. O Canadá espera ter sucesso em Tóquio, isso tendo ganhado um ouro, uma prata e quatro bronze na natação na Rio 2016. Penny Oleksiak, que tinha 16 anos na época, estrelou pelo Canadá. Ela ganhou ouro nos 100 metros livres feminino e prata nos 100 metros borboleta feminino.

Por Nancy Gillen | Por Dentro dos Jogos