Federação Portuguesa de Natação, em Jantar Gala, distingue os melhores da natação em 2017

3 anos ago 0

Alexis Santos e Diana Durães os melhores em 2017
Alexis Santos e Diana Durães foram galardoados como o prémio para melhores praticantes de natação pura da temporada 2017, prémios atribuídos pela Federação Portuguesa de Natação (FPN) no decorrer da Gala FPN ontem em Coimbra.
Cerca de 300 pessoas estiveram ontem durante todo o dia a “refletir, debater e projetar a natação portuguesa para o futuro” na III Convenção Portuguesa de Natação na reitoria da Universidade de Coimbra. A partir das 20.30 a FPN organizou o Jantar Gala anual, onde foram distinguidos os nadadores, jogadores, treinadores, dirigentes e outros agentes da natação portuguesa.
O sportinguista Alexis Santos e a benfiquista Diana Durães foram os dois nadadores entre os nomeados de natação pura a merecer a maior votação da família da natação para a temporada de 2016/2017.
Em águas abertas os prémios foram atribuídos a Rafael Gil e Angélica André; no polo aquático o melhor jogador foi Pedro Sousa e Janete Sousa; A melhor praticante de natação sincronizada foi Bárbara Costa (ver lista completa dos premiados).

“Compromisso, perseverança, atitude e disciplina”
No decorrer da Conferência Plenária a abrir a III Convenção Portuguesa de Natação, que a Federação Portuguesa de Natação (FPN) organizou na Reitoria da Universidade de Coimbra, as carreiras da campeã mundial dos 50 km marcha e do campeão mundial dos K1 5000 foram apresentadas pelos seus treinadores, respetivamente Jorge Miguel e Hélio Lucas.
O presidente da FPN, António José Silva justificou o convite aos dois campeões do mundo: “A Natação portuguesa procura aprender com aqueles que já atingiram patamares de excelência com consistência, como são os casos que aqui vemos. Porque não podemos ambicionar a atingir esse mesmo nível competitivo quando estamos no mesmo país e somos feitos da mesma massa?”, questionou.
“Compromisso, perseverança, atitude e disciplina” são os pilares do sucesso dos atletas Inês Henriques e Fernando Pimenta, segundo os seus treinadores.


O treinador Jorge Miguel, técnico de atletismo há 48 anos, apresentou uma síntese da marcha em Portugal, recordando os inúmeros campeões nacionais que treinou entre eles Susana Feitor, os irmãos Vieira, Vera Santos e Miguel Carvalho para se focar no percurso da sua pupila até ao titulo o mundial.
“Um longo caminho de trabalho, perseverança e compromisso com a marcha atlética. Durante o meu percurso como treinador tive atletas com mais talento do que a Inês Henriques. Todo o seu percurso é de muito treino e dedicação. Não faltou a um treino durante 25 anos de carreira”, justificou o técnico de Rio Maior sobre a marchadora que hoje foi homenageada para Associação de Atletismo Europeia e e por isso não pode estar presente em Coimbra.
Pela mesma abordagem do sucesso de Fernando Pimenta falou Hélio Lucas, um dos treinadores que esteve na base dos sucessos da canoagem portuguesa. “O papel do treinador” é, afirma o técnico “potenciar ao máximo as capacidades do atleta, mas, no caso de Fernando Pimenta, muitas vezes, temos que lhe pedir para treinar mais lento porque ele quer dar sempre o seu melhor. Nunca afirmou que era impossível fazer um treino proposto.

 

Formação, Inclusão e Alto Rendimento
“Formação, Inclusão e Alto Rendimento” foram os temas da III Convenção Portuguesa de Natação 2017 que decorre durante todo o dia de sábado, dia 14 de outubro, na Reitoria da Universidade de Coimbra.
Distribuídos pelas salas da Universidade de Coimbra, “refletiu-se, debateu-se e projetou-se a natação portuguesa para o futuro” em diversos painéis de natação pura e águas abertas, natação sincronizada, polo aquático, natação adaptada, dirigismo, arbitragem, programa ‘Portugal a Nadar’
Referência para o tema do painel Natação Pura e Águas Abertas: ‘Processo de Construção de Alto Rendimento’, com a presença do treinador de natação o brasileiro Alberto Silva, técnico de nadadores medalhados em campeonatos do mundo, e do treinador americano Gary Taylor, treinador de longa distância da Universidade do North Carolina. O moderador foi Luís Rama, professor auxiliar FCDEF-UC e ex-treinador de natação.
Alberto Silva abordou o tema da planificação do treino de velocistas em blocos com destaque para a aplicação das cargas de treino na água e em seco e conceitos como “polimento” e ‘taper’. O brasileiro fez ainda uma análise do momento atual da natação brasileira pós Jogos do Rio 2016.
Por seu lado o norte americano Gary Taylor focou a sua apresentação nos processos organizacionais do treino na Universidade, o trabalho de equipa e os aspetos motivacionais.
Ainda na Natação Pura, com o tema “Valorização das práticas dos Clubes – da Inclusão ao Rendimento” presença de José Machado, diretor técnico nacional da FPN, Carlos Cruchinho, treinador do Sporting, Luís Fernandes, diretor da secção de natação do FC Porto, e Aurelien Gabert, ex-treinador do Centro de Formação Desportiva de Rio Maior.
Referência ainda para o Painel Dirigismo sobre o tema “O Estatuto do Dirigente Desportivo” com a participação de Juan José Gonzalez, presidente da Federação Andaluz de Natação, José Manuel Constantino presidente do COP, Herminio Loureiro vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Artur Lopes, ex-presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo e Mário Santos, ex-presidente da Federação de Canoagem, chefe de missão olímpica em Londres 2012 e diretor do gabinete de desporto da Universidade de Coimbra. O moderador será o presidente da FPN, António José Silva.

Pelas 20.00, no Hotel Vila Galé Coimbra decorreu o Jantar Gala FPN, evento onde foram anunciados os vencedores dos nomeados para

Prémios FPN 2017
Melhor praticante masculino águas abertas – Rafael Gil
Melhor praticante feminino águas abertas -Angélica André
Melhor treinador águas abertas – Rui Borges
Melhor árbitro águas abertas – Tiago Marques
Melhor praticante Masters masculino – José Carlos Freitas
Melhor praticante masters femininos – Luísa Bessone
Melhor praticante natação adaptada masculino – João Vaz
Melhor praticante natação adaptada feminina – Renata Pinto
Melhor treinador natação adaptada – Fernando Couto
Melhor arbitro natação adaptada – Lara Palmeira
Melhor praticante natação pura masculina – Alexis Santos
Melhor praticante natação pura feminina – Diana Durães
Melhor treinador de natação pura – Aurelien Gabert
Melhor arbitro de natação pura – Alexandre Fernandes
Melhor praticante de natação sincronizada – Barbara Costa
Melhor treinador de natação sincronizada – Chilua Pegado
Melhor árbitro de natação sincronizada – Joana Cardoso
Melhor praticante de polo aquático masculino – Pedro Sousa
Melhor praticante de polo aquático feminino – Janete Sousa
Melhor treinador de polo aquático – Tiago Santos
Melhor árbitro de polo aquático – Luís Santos

Medalha de Bronze
Vânia Neves
Victoria Kaminskaya
David carreira
Nelson Lopes
Simone Fragoso
Aurelien Gabert
Tiago Henriques
Edgar Andrade
Estrelas são João de Brito
Colégio Vasco da gama
Associação desportiva bairro Anjos

Medalha de prata
Tamila Holub
Joana calado
Luís Cameira
Rui Gama
SC Braga
Nuno Lobo
CFP, João Graça (CDNJ)
Gabriela Cierco

Medalha de ouro
Alexis Santos
David Grachat
Carlos Cruchinho
Carlos Mota
Élio Terrível
SCP
Gesloures
C. Galitos Aveiro

Socio de mérito
Carlos Marta (Fundação do desporto)
Celso Ferreira (Pres. CM Paredes, Casa seleções PA)
Luís Liberato Batista (ex-presidente AG da FPN)
Miguel Filipe Machado Albuquerque (Pres. Governo Regional da Madeira).

 

Gabinete de Comunicação e Marketing da FPN