FINA atualiza seu plano de metas para 2020/2021

5 meses ago 0

A FINA publicou a atualização de seu Plano Estratégico 2018-2021. O documento atualizado em função da pandemia r traz detalhes sobre o período de classificação, torneios autorizados e prazos a serem cumpridos, além da tentativa da inclusão de 5 eventos no programa olímpico. As provas propostas são:
– 800 metros nado livre masculino
– 1500 metros nado livre feminino
– Revezamento misto 4 × 100 medley
– Revezamento misto 4 × 100 metros livre
– todas as distâncias de 50 metros, masculinos e femininos.
Logo após a divulgação do documento, foi confirmado que três dos principais eventos dessa lista seriam adicionados aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021.
Neste novo documento, a FINA reiterou que continuava comprometida em “desenvolver e apresentar tópicos para a inclusão de outros eventos de natação (por exemplo, revezamento misto e todas as provas em 50 metros no programa dos futuros Jogos Olímpicos).
Em fevereiro, até a atleta italiana, Benedetta Pilato, durante uma entrevista, aprofundou o assunto.

“Deve-se argumentar que não ter 50 m nado peito nas Olimpíadas é uma injustiça. Não é verdade que os 50 não sejam distância olímpica, pois existe 50 m nado livre. Mas por que apenas o livre? Por que velocistas devem ser os únicos que nadam em estilo livre?”
Agora, com a atualização do plano estratégico da FINA, os 50 metros poderiam ser incluídos no programa olímpico.
O documento também destacou que a natação agora tem um dia extra em seu programa olímpico, graças à inclusão das três especialidades.
A adição de competições de revezamento mistos criará mais oportunidades para especialistas nesses nados, como Katie Ledecky, Simona Quadarella, Gregorio Paltrinieri, Henrik Christiansen e David Aubry.
A FINA também está pressionando para ter outras mudanças nos Jogos Olímpicos de Paris em 2024.
Entre eles estão incluir saltos de grande altura no programa, aumentar os participantes em competições de natação em águas abertas, para as maratonas de 10 e 25 km.
A última parte do programa parece contrariar a política do Comitê Olímpico em reduzir o número de participantes nos próximos Jogos Olímpicos.
Na publicação olímpica “Inside The Games”, uma perda financeira é projetada entre 10,40 e 20,8 milhões de dólares nos Jogos Olímpicos de Tóquio.
A pandemia global causou a reprogramação de todos os eventos internacionais, incluindo o Campeonatos Mundiais da FINA, Copa do Mundo em piscina curta, Campeonato Europeu de piscina curta e os Jogos Olímpicos.
Se tudo tivesse acontecido como planejado este ano, a FINA teria embolsado cerca de US$ 40 milhões.
Fonte SWIMSWAM Itália
Photo Giorgio Scala/Deepbluemedia/Insidefotoo

Você está procurando um refúgio tropical e um espetacular evento de natação em águas abertas? Então, temos algo para você! Ocean Swim Fiji, evento de classe mundial, em um local de praias e ilhas de tirar o fôlego, com a hospitalidade clássica dos habitantes da ilha Fiji, este é o seu mergulho para 2020. Comece a planejar sua viagem ao paraíso hoje! Saiba mais https://oceanswimfiji.com/

Treine com o melhor e nade um nível acima. A marca arena oferece produtos de alta tecnologia para você treinar ou competir. Compre pelo site oficial:  https://arenawaterinstinct.com.br/ com o cupom #arenafrancis para ganhar 12% de desconto

O Projeto Nadando Pelos Cartões Postais busca unir esporte e a conscientização ecológica com as suas atividades de águas abertas. Saiba mais como participar e apoiar este projeto no https://www.facebook.com/worldswim/