Japão remove status de emergência de algumas cidades porém Tóquio, local das Olimpíadas, continua com restrições

9 meses ago 0

No Japão, algumas medidas restritivas postas em prática para conter as infecções por coronavírus estão prestes a ser relaxadas. Em 7 de janeiro, o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga aumentou as restrições ao coronavírus. Portanto, foi declarado estado de emergência para a área metropolitana de Tóquio. Menos de 200 dias antes dos Jogos Olímpicos, Suga pediu aos moradores das áreas afetadas que ficassem em casa. Ginásios, lojas e empresas de entretenimento encerraram às 20h00.

O estado de emergência será removido no próximo fim de semana em 6 prefeituras. Os dados sobre a disseminação do coronavírus melhoraram de fato nas prefeituras de Osaka, Kyoto, Hyogo, Aichi, Gifu e Fukuoka.

Porém, mesmo nessas áreas é obrigatório aos restaurantes, bares e karaokê antecipar o fechamento noturno das instalações. A reabertura de outras atividades será gradativamente coordenada ao mesmo tempo.

Quanto a Tóquio, local dos próximos Jogos Olímpicos, o primeiro-ministro Yoshihide Suga informou hoje que: O ESTADO DE EMERGÊNCIA COVID-19 QUE COBRE A REGIÃO DE TÓQUIO DEVE SER ESTENDIDO NOVAMENTE.

O próximo fim de semana provavelmente será estendido por mais 15 dias. Suga disse aos repórteres: As medidas pandêmicas estão em um “ponto de viragem crucial. Outra extensão é necessária para proteger vidas e meios de subsistência”. Para as outras quatro prefeituras onde o estado de emergência ainda está em vigor, Tóquio, Chiba, Kanagawa e Saitama, as autoridades locais irão aguardar novos sinais de melhoria. Em particular, em Tóquio, o número de hospitalizações de idosos com sintomas graves ainda é alto.

Desde o início da pandemia em Tóquio, foram registrados 111.676 casos de coronavírus, o maior número de todas as 47 prefeituras do arquipélago. No entanto, a média diária permaneceu abaixo de 500 nas últimas três semanas. Nacionalmente, o número total de casos de coronavírus no Japão é de mais de 432.000, com quase 7.900 mortes confirmadas.

FONTE SWIM SWAM ITÁLIA