Nadadora Maria Dayanne da Silva chega ao fim do Parapan-Americano Universitário com 3 medalhas

4 anos ago 0

Esta sexta-feira, 27, foi o último dia de disputas do Parapan-Americano Universitário, que foi sediado no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. A competição contemplou três modalidades: atletismo, natação e tênis de mesa. A nadadora Maria Dayanne da Silva foi um dos destaques ao ganhar duas medalhas de ouro e uma de prata. Simultaneamente, acontece até este sábado, 22, o Pan Americano Universitário, também nas dependências do CT Paralímpico.
Maria Dayanne da Silva (S6) faturou o ouro nos 50m borboleta com o tempo de 43s55. A outra medalha dourada foi conquistada nos 100m costas, que nadou em 1min48s79. Já a prata ela ganhou nos 50m livre com a marca de 43s72. “Foi uma competição muito proveitosa. Achei legal intercalar provas olímpicas e paralímpicas, porque promove a interação dos atletas e mostra que o desporto universitário é para todos”, comentou.
A nadadora nasceu com má formação congênita dos membros superiores. Natural de Natal, no Rio Grande do Norte, Dayanne, 26, começou a nadar há 12 anos, por indicação de um amigo. Agora ela também está cursando segundo semestre de nutrição.
“A rotina de estudante e atleta é puxada, mas prazerosa. Eu consigo unir o que aprendo na faculdade com a prática esportiva, porque ambos tratam de qualidade de vida. Quero seguir minha profissão de nutricionista, mas sem deixar de nadar”, relatou Dayanne.
Esta foi a primeira edição do Parapan-Americano Universitário, no qual se inscreveram 109 atletas paralímpicos de quatro países: Brasil, Chile, Uruguai e Argentina.
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro

Por CPB
Daniel Zappe/CPB/MPIX

Clique nas imagens abaixo para ter acesso as ofertas: