Natação tem dia de recordes quebrados e mais oito medalhas no Sul-Americano de Desportos Aquáticos

2 anos ago 0

Revezamento 4x100m medley misto estabelece nova marca do continente, e Felipe Lima e Jhennifer o novo recorde de campeonato

(Trujillo, Peru, 8 de novembro de 2018) O Brasil conquistou, nesta quinta-feira (8), mais oito medalhas no Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, realizado no Peru. Ao todo, foram cinco ouros, duas pratas e um bronze. Além das conquistas, o Brasil estabeleceu dois novos recordes de campeonato com Jhennifer Alves Conceição e Felipe Lima. O revezamento 4x100m medley misto estabeleceu o novo recorde Sul-Americano da prova.

Os recordes de campeonato saíram nas primeiras provas do dia. Jhennifer, que já havia quebrado a marca nas eliminatórias, nadou ainda mais rápido no período da tarde para marcar mais uma vez seu nome na história do torneio. Ela terminou os 50m peito em 31s29. Já Felipe, que já havia batido o recorde nos 100m peito, estabeleceu a nova marca nos 50m com 27s12.

“O recorde era de 2016 e foi muito legal ter batido. O recorde Sul-Americano também é meu e agora ter o recorde da competição é bacana. Foi uma prova difícil, com duas atletas da Argentina forçando até o fim, mas consegui sair com a medalha de ouro”, falou Jhennifer, que conquistou o bronze nos 100m peito na última quarta-feira.

“Foi uma prova ainda mais difícil do que os 100. Estou em um volume de treino muito alto, então encontrar velocidade neste momento é um pouco difícil, mas consegui acelerar um pouco no final e conseguir essa medalha”, disse Felipe.

Além dos recordes de campeonato, o quarteto do Brasil formado por Guilherme Guido, Felipe Lima, Daynara de Paula e Rafaela Raurich, com o tempo de 3m51s05, estabeleceu o novo recorde Sul-Americano da prova.

Nos 200m costas, os dois brasileiros nadaram na raia 1. O suficiente para o Brasil conquistar mais duas medalhas: Fernanda Goeij conquistou o bronze com 2m16s25 e Nathan Bighetti levou o ouro com 2m00s16.

“Representar o Brasil e conquistar uma medalha de ouro é incrível. Estou muito feliz. Fiz minha prova, tracei minha estratégia e não olhei para o lado. Deu certo e saí com essa medalha muito especial”, contou Nathan.

Nos 400m livre, mais medalhas para o Brasil. Gabrielle Roncatto conquistou a prata com o tempo de 4m16s54. No masculino, dobradinha para o Brasil: Giuliano Rocco e Miguel Valente conquistaram o ouro e a prata, respectivamente.

“O tempo foi um pouco acima do que eu queria, mas o resultado é muito importante para o Brasil e isso que importa. Consegui dividir bem a prova e sair com essa medalha”, explicou Giuliano.

“A minha marca não foi o que eu esperava. Mas, se tiver que perder para alguém, que seja para alguém do Brasil, que eu conheço. A gente está aqui para dar o melhor para o Brasil”, relatou Miguel.

A competição de Natação segue nesta sexta-feira (9), em Trujillo, e será disputada até o próximo domingo (11). Com as medalhas desta quinta-feira, o Brasil chega a 43 medalhas no Campeonato Sul-Americano: 24 de ouro, 12 de prata e sete de bronze.

Veja os resultados desta quinta-feira
50m peito feminino
Jhennifer Conceição – Ouro – 31s29 (Recorde de Campeonato)
Carolyne Mazzo – 5º – 32s47

50m peito masculino
Felipe Lima – Ouro – 27s12 (Recorde de Campeonato)
Raphael Rodrigues – 6º – 28s31

200m costas feminino
Fernanda Goeij – Bronze – 2m16s25

200m costas masculino
Nathan Bighetti – Ouro – 2m00s16

400m livre feminino
Gabrielle Roncatto – Prata – 4m16s54
Aline Rodrigues – 5º – 4m19s57

400m livre masculino
Giuliano Rocco – Ouro – 3m51s53
Miguel Valente – Prata – 3m54s08

Revezamentos 4x100m medley misto – Ouro – 3m51s05 (Recorde Sul-Americano)

 

Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)
Departamento de Comunicação – CBDA
Fotos: Divulgação/CBDA
JOÃO PAULO DE CASTRO
Assessoria de Imprensa

O Portal Francisswim.com.br promove diversas ações e projetos visando inclusão social e responsabilidade ambiental que são compartilhadas em nossas plataformas de redes sociais.
Social Responsability
The Francisswim.com.br Portal promotes diverse actions and projects aiming at social inclusion and environmental responsibility that are shared in our platforms of social networks.

Saiba mais sobre a Casa de Apoio Madre Ana
A Casa de Apoio Madre Ana proporciona um acolhimento digno a pacientes pediátricos e adultos portadores de câncer, transplantados, com problemas cardíacos, dentre outros, juntamente com seus acompanhantes vindos do interior do Estado e de outros estados brasileiros. São pessoas de baixa renda que necessitam de um suporte integral durante o período do seu tratamento na Santa Casa.
Os hóspedes recebem moradia, alimentação, material de higiene e conforto espiritual sem nenhum custo. Tudo com um único objetivo: aumentar as chances de cura dos nossos pacientes assistidos.
O leitor do site Francisswim.com.br que quer contribuir pode clicar na logomarca da Casa de Apoio Madre Ana e adicionar uma doação. Além disso, também é possível ser doador mensal para tanto, basta acessar o link: https://goo.gl/cK5wHb

Saiba mais sobre o Banco de Alimentos
O Banco de Alimentos atua como um gerenciador de desperdícios administrando três operações: coleta de doações, armazenamento, e distribuição qualificada de alimentos para entidades beneficentes, tais como creches, asilos, lares de excepcionais, entre outras ongs. A Rede de Bancos de Alimentos do Rio Grande do Sul possui 23 Bancos de Alimentos associados no Estado, os quais doam mais de 500 toneladas de alimentos para 900 instituições, todos os meses. Além da doação de alimentos, desenvolve projetos de nutrição em parceria com as principais universidades Gaúchas, levando mais Segurança Alimentar e Nutricional para as pessoas atendidas nas entidades beneficentes. Participe dessa luta contra a fome e a miséria, entre em contato com o Banco de Alimentos! Telefone: 51-3026.8020 – E-mail: bancodealimentos@bancodealimentosRS.org.br.
Site para maiores informações: http://www.redebancodealimentos.org.br/Inicial