PORTUGAL – Balanço da Natação Pura em Tóquio 2020

3 meses ago 0

Finda a participação portugueses nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, é altura para a Direção Técnica da Federação Portuguesa de Natação fazer o balanço, relativamente à prestação dos nadadores.

Assim, o Diretor Técnico Nacional, José Machado assenta a análise em duas vertentes distintas.

“A primeira salvaguarda que ‘A Desilusão só existe quando se cria uma Ilusão”.

Os objetivos da participação estão publicados desde o inicio de 2020 e podem ser encontrados na página 44 do documento Plano de Alto Rendimento Natação Pura, onde se lê: 1 resultado dentro dos 11 primeiros. 2 resultados dentro dos 13 primeiros. 3 resultados dentro dos semifinalistas ou dezasseis primeiros. Obtenção das Marcas Alvo previamente definidas (Melhor resultado Época), e Integração PREPOL 2024.

Os objetivos eram realistas mas não foram atingidos. Com a concretização das melhores marcas pessoais seriam possíveis 3 classificações nos 16 primeiros; 2 dentro dos 13 primeiros  e até uma nos 8 primeiros.

A natação não é uma modalidade desportiva com um grande número de fatores não controláveis mas a verdade é que a maioria dos nadadores não consegue chegar a este momento a nadar mais rápido do que alguma vez o fez. Queríamos inverter essa tendência e não conseguimos. Nas provas em que obtiveram o mínimo A apenas 1 em 7 nadadores o conseguiu fazer.

A segunda é a de perceber que “Tirar não é o mesmo que não dar”.

As condições de participação nestes Jogos Olímpicos foram definidas e apresentadas logo no inicio de 2017. Só participaria quem cumprisse um dos mínimos definido na tabela 11 do já referido documento. Todos os nadadores aqui presentes cumpriram o requisito e foram por isso selecionados. Ninguém contestou a justeza do critério estabelecido e nem o COP nem a FPN foram consultados pela FINA no sentido de alargarmos a nossa participação a mais nadadores pois foram informados previamente destes critérios.

A estratégia definida pela direção da FPN foi a de envidar todos os esforços no sentido de proporcionar aos nadadores que cumpriram o critério de admissão, as condições de preparação que foram definidas pelos seus treinadores. Admite-se que as condições pudessem ainda ser melhoradas mas não houve nada do planeado que não tenha sido cumprido e o Comité Olímpico cumpriu na íntegra os planos de preparação que lhe foram propostos.

Não estando presente, por opção técnica e para permitir que mais um treinador acompanhasse a sua nadadora, observei com o máximo de atenção toda a competição até ao momento. Alguns dos melhores nadadores, todos eles já medalhados nestes Jogos Olímpicos Ariarne Titmus;  Tom Dean; Fernando Scheffer; estando na melhor forma das suas vidas, nadaram o primeiro percurso da Estafeta de 4×200 em mais de um segundo acima do que o fizeram na prova individual. Este segundo faria a diferença entre a frustração e a glória.

A linha é ténue entre estes dois polos. As consequências destes resultados que foram diferentes do esperado serão avaliadas em tempo e local adequados.”

FONTE FPN

 

Produtos de natação de qualidade é na Decathlon Portugal. Aqui você pode comprar artigos esportivos com o melhor custo benefício! Não deixe de conferir as ofertas para marcas exclusivas, pois elas te trazem produtos para você praticar mais de 65 esportes com a melhor qualidade. Temos os melhores preços em produtos e com design funcional para o esportista iniciante ao de alta performance. Saiba mais https://tinyurl.com/ezbud9v4