Revezamento brasileiro bate recorde das Américas na abertura do Parapan-Pacífico, na Austrália

1 semana ago 0

Equipe nacional conquista três ouros e um total de oito medalhas no início da competição. Disputas seguem até segunda-feira, 13

A equipe brasileira de natação paralímpica conquistou oito medalhas na abertura do Parapan-Pacífico, disputado em Cairns, na Austrália. Na madrugada desta quinta-feira, 9, o destaque ficou por conta do revezamento 4x50m livre, 20 pontos, que não só subiu ao lugar mais alto do pódio como também quebrou o recorde das Américas da disputa. A competição se estenderá até segunda-feira, 13, e é o principal evento da modalidade nesta temporada. O Brasil convocou 15 atletas para este campeonato.

Participaram do revezamento campeão Patrícia Santos (classe S4), Joana Neves (S5), Daniel Dias (S5) e Talisson Glock (S6). Os nadadores combinaram para o tempo de 2min25s12, 30 centésimos abaixo dos 2min25s45 estabelecidos também pela equipe nacional, nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016. Na ocasião, os brasileiros ficaram com a medalha de prata.

“Essa formação nadou as eliminatórias desta prova nos Jogos do Rio 2016, prova em que ficamos com a prata, mas agora o Talisson e a Patrícia se firmaram como titulares da equipe. Ainda temos condições de melhorar essa marca até Tóquio e brigar novamente por uma medalha”, disse Leonardo Tomasello, técnico-chefe da natação.

Neste primeiro dia de evento, os brasileiros fizeram nove finais individuais. Destaque ainda para Daniel Dias, que conquistou o ouro na prova dos 200m livre S5, com o tempo de 2min37s10. Na versão feminina desta prova, Joana Neves trouxe a terceira medalha de ouro do país, ao nadar a distância em 3min17s37.

As eliminatórias e as finais das provas foram disputadas com atletas de múltiplas classes. A organização do evento, contudo, premia os atletas de acordo com a classe.

Ao todo, dez países participam do evento. As disputas acontecem no Tobruk Memorial Pool, piscina construída para homenagear os soldados australianos que lutaram na Batalha de Tobruque, durante a Segunda Guerra Mundial. O Parapan-Pacífico de natação acontece a cada quatro anos, e sua última edição foi em 2014, na Califórnia, nos Estados Unidos. Apenas Austrália, Japão, Canadá e Estados Unidos podem sediar a competição e a organização fica a cargo de seus comitês paralímpicos nacionais.

As transmissões ao vivo das disputas podem ser acompanhadas pelo link a seguir: www.swimming.org.au/live-streaming/live-streaming-(1).aspx

Confira abaixo todos os resultados dos brasileiros nesta quinta-feira, 9:
400m livre
Cecília Araújo- 5’22″74 – 3° na classe S8
Talisson Glock – 5’41″32 – 2° na classe S6
Ítalo Pereira – 5’13″15 – 2° na classe S7 (SB)
Caio Oliveira- 4’40″39 – 5° na classe S8
Gabriel Tomelin- 4’19″83- 4° na classe S10

200m livre
Joana Neves – 3’17″37- 1° na classe S5
Daniel Dias- 2’37″10- 1° na classe S5

100m peito
Roberto Rodriguez- 1’40″38 – 1° na classe SB5
Ruan Souza- 1’11″86 – 2° na classe SB9

Revezamento 4x50m livre misto 20 pontos
Patrícia Santos, Talisson Glock, Joana Neves, Daniel Dias – 2min25s15 – 1º lugar

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro

 

Clique nas imagens abaixo para ter acesso as ofertas: