Tóquio 2021 – Médicos sem condições de oferecer seus serviços durante as Olimpíadas

2 meses ago 0

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam em cinco meses e a organização enfrenta outro problema.

Um ano após o início da pandemia, equipes médicas em todo o mundo continuam a ser testadas. A situação não é diferente no Japão, país-sede dos Jogos Olímpicos do próximo verão.

Médicos e enfermeiras japoneses, na vanguarda dos hospitais para combater o coronavírus, expressaram sua disposição de não oferecer seus serviços durante as Olimpíadas.

Satoru Arai é o diretor da Associação Médica de Tóquio, que representa 20.000 médicos. Em comunicado à agência de notícias Reuters, ele expressou claramente a disposição dos médicos em não oferecer seu serviço nos Jogos.

A equipe médica está estressada demais para enfrentar a terceira onda da pandemia. Portanto, é impossível considerar a possibilidade de se inscrever para as Olimpíadas.

“Não importa como eu olhe para isso, é impossível. Estou ouvindo médicos que inicialmente se inscreveram como voluntários dizendo que não há como tirar uma folga para ajudar quando seus hospitais estão completamente lotados”.

O Japão tem uma população de aproximadamente 126,3 milhões. Existem 390.000 casos confirmados de coronavírus. O valor representa 0,31% da população. Os mortos são 5.794. Ari também relatou que não houve cooperação do comitê organizador. Ficamos preocupados e entramos em contato com o comitê organizador das Olimpíadas no final do ano passado, perguntando qual era o plano. Ainda não recebemos resposta.

FONTE SWIM SWAM ITÁLIA