Um ano para os Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019 – CPB visa manutenção da hegemonia

1 ano ago 0

Brasil deve levar maior delegação da história ao Peru, a fim de manter-se no topo do quadro de medalhas do evento, feito que se repete desde o Rio 2007
Celebra-se nesta quinta-feira, 23, o marco de um ano para os Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019. A sexta edição do evento acontecerá de 23 de agosto a 1º de setembro do próximo ano e será a maior da história, com 1.890 atletas, de 33 países, em 17 modalidades. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) estabeleceu em seu planejamento estratégico a meta de manter o Brasil à frente no quadro de medalhas, a exemplo das últimas três edições – Rio 2007, Guadalajara 2011 e Toronto 2015.

Para alcançar a meta, o CPB levará a sua maior delegação a uma edição de Jogos Parapan-Americanos. A ideia é ter uma equipe com cerca de 300 atletas, que superarão os 272 que compuseram o time dos Jogos de Toronto. A delegação total estimada nos Jogos será de 480 pessoas. Há quatro anos, o Brasil conquistou 257 medalhas, com 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze.

“A intenção do Comitê Paralímpico Brasileiro é levar força máxima, ter à disposição seus melhores atletas e equipes para o Parapan de Lima 2019 para novamente alcançar o topo do quadro geral de medalhas. Esta é uma competição estrategicamente importante dentro do ciclo paralímpico e, por este motivo, queremos ter o melhor desempenho possível”, disse Mizael Conrado, presidente do CPB. “Há três edições de Jogos Parapan-Americanos que estamos à frente dos nossos principais concorrentes e temos trabalhado para nos mantermos neste patamar”, completou.

A competição na capital peruana marcará a estreia de três modalidades no programa do Parapan. Badminton, taekwondo e tiro esportivo serão pela primeira vez disputados no evento – as duas primeiras também debutarão nos Jogos Paralímpicos, em 2020, em Tóquio. Diferentemente de Toronto 2015, o tiro com arco não estará no programa.

O sistema de classificação dos atletas para este Parapan variará de acordo com a modalidade. Alguns esportes, como a natação e o atletismo, estabelecem índices qualificatórios, enquanto outras disciplinas usam seus respectivos rankings mundiais ou competições internacionais, como Mundiais ou Regionais, para distribuir as vagas. O guia completo de classificação pode ser conferido aqui https://bit.ly/2PvQeEO (em inglês).

Ao todo, 14 instalações receberão os atletas em Lima. A direção do CPB esteve, em maio, em visita locais de competição do evento e se mostrou satisfeita com o que foi apresentado. “Achei que as instalações já prontas atendem às expectativas para evento desta envergadura. Tanto o Comitê Organizador quanto a população estão bastante envolvidos e motivados com os Jogos de Lima 2019”, disse o diretor-técnico do CPB, Alberto Martins da Costa.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro
Vídeo imagens Daniel Basil, João Paulo Racy, Gustavo Pastorino, Guto Martins, Leandro Aguiar, Paulo Maurício, Marcelo Pinta e Tomás Faquini e transmissão oficial CBC
produção Graziella Batista e Camila Koproski
edição Caetano Manenti, Luísa Breda e Paulo Gregory