Vamos provar nosso valor, diz a nadadora sul-africana do nado peito Tatjana Schoenmaker

1 ano ago 0

Quando Tatjana Schoenmaker, de 22 anos, tocou a borda na final dos 200 metros nado peito no Campeonato Mundial de 2019 em Budapeste, ela foi tomada pela emoção. A sul-africana conquistou a medalha de prata em sua melhor prova e estabeleceu um recorde africano nas semifinais com 2:21:79.

Ela estava no pódio e viu a bandeira de seu país hasteada na principal competição internacional do ano. Foi um grande momento não só para ela, mas também para a natação feminina na África do Sul.

Foi a primeira medalha conquistada por uma nadadora sul-africana no Mundial. E para torná-lo ainda mais especial, ela recebeu sua medalha da campeã olímpica sul-africana Penny Heyns, que foi campeã em seu auge durante os anos 1990 até se aposentar em 2001.

Heyns, que conquistou duas medalhas de ouro em Atlanta em 1996, é a única mulher na história das Olimpíadas a ter vencido os 100 e 200 eventos de nado peito. Apesar de Heyns ter tido uma carreira ilustre, ela nunca subiu ao pódio no Campeonato Mundial, terminando em quinto lugar nos 100 e sexto nos 200 peito no Mundial de 1998 em Perth, Austrália.

“Significou muito”, disse Schoenmaker sobre seu desempenho na medalha de prata. Você pode ver que foi uma experiência avassaladora. Eu ainda me lembro depois da prova e simplesmente não parecia real. Para mim, foi meu primeiro Campeonato Mundial, então eu só queria vivê-lo de verdade. Foi tão bom competir com as melhores do mundo e ser capaz de tentar nadar em tempos rápidos nesta nova experiência louca. E então ter Penny Heyns me entregando minha medalha, foi uma honra poder compartilhar aquele momento. Ela é honestamente uma verdadeira campeã da África do Sul. ”

Apenas três anos antes, no entanto, a natação feminina na África do Sul não era tão promissora. Em 2016, nem uma única nadadora se classificou para os Jogos Olímpicos do Rio. E seu país não ganhava uma medalha olímpica em um evento feminino desde que Heyns conquistou o bronze nos 100 m peito em 2000! “Realmente tivemos má exposição na mídia em 2016”, disse Schoenmaker. 

Swimming World

TRITV COM OS GAÚCHOS, PELO RIO GRANDE E O PROJETO NADANDO PELOS CARTÕES POSTAIS
Uma nadada pela conscientização ambiental
Márcio Weber nadou o percurso de 12 Km da Praia do Paquetá, em Canoas, até a Usina do Gasômetro na capital dos gaúchos, Porto Alegre.