Gabrielle Roncatto conquista quatro medalhas nos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018 de natação

3 anos ago 0

O Time Brasil trouxe aos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018 uma equipe de natação formada por jovens atletas nascidos depois de 1998. O objetivo da convocação de uma seleção Sub-20 é dar experiência internacional a estes atletas. Mesmo renovada, a nova geração da natação brasileira está brilhando na Bolívia. Até a noite da segunda-feira, dia 28, com dois dias de competição, os nadadores do Brasil conquistaram 14 medalhas, sendo nove de ouro, três de prata e duas de bronze, mais que qualquer outro país. O destaque até agora entre os brasileiros é Gabrielle Roncatto, de 19 anos, com três medalhas de ouro e uma de prata. A nadadora é a maior medalhista dos Jogos até o momento.
Gabrielle é a única atleta da equipe com participação em Jogos Olímpicos. A paulista esteve presente nos Jogos Rio 2016. Mesmo com a altitude de 2700m de Cochabamba e sem uma preparação específica para os Jogos, Gabrielle venceu os 200m e 400m medley, e o revezamento 4x200m livre; ficando com a prata nos 400m livre. “Todos os brasileiros estão sentindo muito a altitude. Não só a altitude, mas a época de treinamento em que nos encontramos. Não fizemos um treinamento específico para esses Jogos, já que disputamos o Brasileiro Absoluto há pouco tempo. Estamos todos nadando na raça”, disse a brasileira. “Eu não esperava todas essas conquistas. Estou muito feliz com os meus resultados até agora”, completou Gabrielle, que ainda nada os 200m livre nesta terça-feira, dia 29.

Mesmo com apenas 19 anos, Gabrielle Roncatto fala com experiência e elogia a nova geração da natação brasileira, que começa a aparecer em Cochabamba. “São atletas muito talentosos. Eu treino com a equipe principal e vejo que essa garotada está vindo com tudo. Eles são muito dedicados. Treinam muito, aquecem fora dá água e se preocupam com alimentação. Eles vão fazer muito pela natação do Brasil em Tóquio 2020 e Paris 2024”, disse a atleta que treina na Unisanta, em Santos.
Segundo o chefe da equipe de natação do Brasil em Cochabamba, Gustavo Otsuka, o grupo atual tem atletas que devem ser os representantes do Brasil nas próximas edições de Jogos Olímpicos. “É uma das melhores seleções de base que a gente já formou. É uma nova safra de muita qualidade técnica, física, mentalmente muito bem. Alguns deles, apesar de novos, são experientes e com grandes resultados. Os mais novos, que estão chegando agora, também têm muito a render”, disse Otsuka.
As provas de natação nos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018 serão realizadas até esta quarta-feira, dia 30.

Washington Alves/Exemplus/COB