Os desafios dos esportes aquáticos para transplantados

2 meses ago 0

Rodrigo Machado realizou um transplante de medula óssea em 2013 e hoje nada na categoria de transplantados. Hoje ele conta um pouco sobre os desafios e benefícios que a natação trouxe para a sua vida e saúde. Confira.

Nome?
Rodrigo Cristiano Machado

Categoria?
Transplantados – faixa etária 40-49 anos

Clube que nada?
Não tenho vínculo com nenhum clube.

A primeira coisa que as pessoas gostam de saber é: como o esporte entrou na sua vida? E por que escolheu a natação?
Desde pequeno sempre fui apaixonado por todos os esportes. Na minha adolescência fui atleta federado de natação, mas não fui da elite brasileira e por isso deixei de competir com 18 anos (1990).

Onde começou a treinar?
Aprendi a nadar numa escola de natação com 11 para 12 anos e com 13 anos (1986) já treinava no Clube Atlético Pirelli em Santo André/SP.

Qual o estilo predileto?
Sempre tive meus melhores resultados em provas de velocidade e estilo costas. Agora nas competições de transplantados estou tendo bons resultados nos 200 Medley.

A vida de um nadador master não é fácil, conciliar o trabalho com treinos é uma tarefa delicada. Quantas horas de treinamento você tem por semana?
Treino em piscina 4 vezes por semana, cerca de 1 hora e meia por treino.

Além dos treinos na água, o que mais faz parte do seu treinamento?
Como estou tratando uma lesão nos ombros e também na lombar, faço 4 vezes na semana fisioterapia para reabilitação e fortalecimento muscular.

Para este semestre, você tem competições marcadas?
Como me lesionei, não consegui participar de nenhuma competição de master e também nenhuma prova de águas abertas que usaria para preparação, pois o foco total para 2019 são os Jogos Mundiais dos Transplantados (World Transplant Games) que será realizado em Agosto em Newcastle no Reino Unido. Está praticamente certo para o final de 2019, os I Jogos Brasileiros para Transplantados.

Você é transplantado de qual órgão? Quando fez o seu transplante?
Medula óssea e fiz em Abril/2013.

Poderia contar um pouco sobre o desafio de ser um atleta transplantado?
O desafio é grande, pois somos como atletas amadores, não vivemos do esporte, não temos nenhum tipo de apoio ou patrocínio, nem público e nem privado. Trabalho e tenho que conciliar a minha vida profissional, familiar com os treinos, além do meu tratamento que continua.

O que você diria para as pessoas que ainda não se declararam doadoras de órgãos?
No caso de um cadastrado voluntário para doador de medula óssea, é doar vida em vida. A doação é dar sequência na vida de uma pessoa.

Qual a competição que mais te marcou, ficou na memória?
Com certeza foi a minha primeira participação em competições para transplantados, os XXI World Transplant Games em Málaga/Espanha em 2017. Nessa competição que me consagrei Campeão Mundial de Natação.

Qual sua sugestão para melhorar a natação master?
Maior divulgação, apoio e competições.

Deixe uma mensagem para as crianças que estão ingressando no esporte e para os atletas masters.
Esporte é Vida!!!

O Portal Francisswim.com.br é uma empresa de notícias/mídia sobre esportes aquáticos que abrange natação competitiva, mergulho, polo aquático, nado sincronizado e águas abertas. O Portal Francisswim foi lançado em janeiro de 2018 e rapidamente se tornou o site de natação, na língua portuguesa, mais acessado no mundo.

O Portal Francisswim.com.br promove diversas ações e projetos visando inclusão social e responsabilidade ambiental que são compartilhadas em nossas plataformas de redes sociais.

Social Responsability
The Francisswim.com.br Portal promotes diverse actions and projects aiming at social inclusion and environmental responsibility that are shared in our platforms of social networks.

Saiba mais sobre a Casa de Apoio Madre Ana

A Casa de Apoio Madre Ana proporciona um acolhimento digno a pacientes pediátricos e adultos portadores de câncer, transplantados, com problemas cardíacos, dentre outros, juntamente com seus acompanhantes vindos do interior do Estado e de outros estados brasileiros. São pessoas de baixa renda que necessitam de um suporte integral durante o período do seu tratamento na Santa Casa.

Os hóspedes recebem moradia, alimentação, material de higiene e conforto espiritual sem nenhum custo. Tudo com um único objetivo: aumentar as chances de cura dos nossos pacientes assistidos.

O leitor do site Francisswim.com.br que quer contribuir pode clicar na logomarca da Casa de Apoio Madre Ana e adicionar uma doação. Além disso, também é possível ser doador mensal para tanto, basta acessar o link: https://goo.gl/cK5wHb

Saiba mais sobre o Banco de Alimentos

O Banco de Alimentos atua como um gerenciador de desperdícios administrando três operações: coleta de doações, armazenamento, e distribuição qualificada de alimentos para entidades beneficentes, tais como creches, asilos, lares de excepcionais, entre outras ongs. A Rede de Bancos de Alimentos do Rio Grande do Sul possui 23 Bancos de Alimentos associados no Estado, os quais doam mais de 500 toneladas de alimentos para 900 instituições, todos os meses. Além da doação de alimentos, desenvolve projetos de nutrição em parceria com as principais universidades Gaúchas, levando mais Segurança Alimentar e Nutricional para as pessoas atendidas nas entidades beneficentes. Participe dessa luta contra a fome e a miséria, entre em contato com o Banco de Alimentos! Telefone: 51-3026.8020 – E-mail: bancodealimentos@bancodealimentosRS.org.br.

Site para maiores informações: http://www.redebancodealimentos.org.br/Inicial