Póvoa de Varzim recebe a primeira Convenção Portugal a Nadar

2 anos ago 0

No próximo sábado, dia 3 de outubro, entre as 09h00 e as 19h00, no Hotel Axis Vermar na Póvoa de Varzim realiza-se a “I Convenção Portugal a Nadar”. A retoma da atividade no período pós COVID-19 ou a importância da nova realidade imposta com o mundo digital são alguns dos temas em debate.

Na primeira intervenção do dia, o presidente da Federação Portuguesa de Natação(FPN), António José Silva, aborda a importância dos projetos estruturantes para a natação portuguesa, tal como aconteceu com o programa da FPN, “Portugal a Nadar”.

José Machado, Selecionador Nacional de Natação Pura, apresenta as principais implicações na natação portuguesa, no seguimentos das orientações impostas pela DGS.

A fechar a manhã, Pedro Morais do Clube Aquático Pacence, Rui Santos do Clube dos Galitos e Pedro Carvalho da Câmara Municipal de São João da Madeira formam o painel que irá debater a “Retoma das Atividade pós COVID-19”.

Às 15h, Jorge Campaniço vai apresenta o modelo de ensino da natação para no primeiro ciclo do ensino básico e meia hora depois, Nuno Lourinho fala sobre a certificação de qualidade do programa Portugal a Nadar.

No painel “Mundo Digital – Uma Nova Realidade” Pedro Faia, do Grupo Desportivo de Famalicão e José Carlos Reis fala sobre a transformação digital imposta pela COVID-19 nos ginásio.

Pedro Soares, o último orador do dia, apresenta os indicadores relacionados com o programa Portugal a Nadar. Antes do encerramento da convenção, são entregues as certificações às escolas de natação que integram o programa.

Criado em 2014, o programa Portugal a Nadar (PAN), é um dos programas que resulta do Plano Estratégico 2014-2024 da FPN. Este programa facilita o acesso à modalidade em organizações devidamente certificadas e inclusivas. Garantir a disponibilidade de infraestruturas e meios técnico devidamente registadas e cadastradas para a práticas aquáticas certificadas para os diferentes públicos-alvo: bebés, crianças em idade pré-escolar, crianças em idade escolar, até aos idosos. O processo de certificação técnico-pedagógica das escolas de natação seguem metodologias de análise definidas pelo departamento técnico da FPN, que visam a melhoria contínua das escolas de natação, bem como a implementação de boas práticas e a promoção da natação de forma a assegurar uma prática estruturada e regulada.

FONTE FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO