Segundo dia de competições do Troféu Chico Piscina tem quebra de recordes

2 anos ago 0

Gustavo Saldo, Fernanda Celidônio e Lucas Tudoras quebraram marcas e entraram para a história nesta sexta-feira
Três jovens fizeram história na noite desta sexta-feira (13), segundo dia de competições do Troféu Chico Piscina, que é disputado na piscina da Associação Esportiva Mocoquense, em Mococa. Gustavo Saldo, do Paraná, e Fernanda Celidônio, do Distrito Federal, bateram recordes da competição, e Lucas Tudoras bateu o recorde brasileiro de categoria.


Gustavo iniciou a noite ficando a sete centésimos de bater o recorde dos 200m livre infantil. Ele fez a marca de 1m55s55 e ficou a sete centésimos de bater a marca de Murilo Sartori. Augusto Dias terminou na marca de 2m01s14 e a medalha de prata, e Luiz Felipe Loureiro com o tempo de 2m01s19.
Em menos de 20 minutos, o menino do Clube Curitibano voltou à piscina histórica de Mococa para cravar seu nome na lista de recordistas. Ele terminou os 100m borboleta no tempo de 56s96 e quebrou a marca de 57s74 que era do atleta olímpico Henrique Martins. João Vieira Garcia (59s13) conquistou a prata e Ezequiel Neiva (59s73) com o bronze.


“Estou muito feliz com as minhas marcas de hoje. Foram duas grandes provas. Venho para a competição querendo ganhar medalhas, mas bater o recorde me deixa muito animado, ainda mais sendo de um atleta olímpico como o Henrique. Isso me motiva a querer chegar aonde ele chegou”, disse o garoto
Em seguida, foi a vez de Fernanda Celidônio quebrar dois recordes de uma vez. A menina do Distrito Federal fez o tempo de 2m10s78 e quebrou a marca de campeonato e o recorde brasileiro dos 200m medley infantil de uma só vez. Maria Alborzen (2m26s) conquistou a prata e Nichelly Lysy (2m26s71) com o bronze.
“Estou muito surpresa com o meu tempo. Conquistei as melhores marcas da minha vida nesse campeonato e isso me deixa muito feliz”, falou.


Os recordes, porém, não pararam de ser quebrados. Lucas Tudoras, de São Paulo, completou a versão masculina da prova em 2m14s67 e quebrou a marca brasileira. Manolo Rodriguez, da Argentina completou a prova em 2m15s34 e conquistou a prata, Gustavo Ribeiro, de Santa Catarina, fez o tempo de 2m16s88 e completou o pódio.
“É uma emoção muito grande bater um recorde em uma competição tão importante quanto essa. Isso me motiva para treinar ainda mais e conquistar objetivos maiores dentro da natação”, relatou o garoto.
Na classificação geral, a Federação Aquática Paulista segue na frente com 344 pontos, seguida pela Federação Aquática do Rio de Janeiro, que tem 153 pontos, e, em terceiro, com 141 pontos, a seleção argentina.
As provas seguem neste sábado, com eliminatórias a partir das 9h e finais a partir das 18h. O site da CBDA transmite todas as provas ao vivo. Acompanhe também pelas redes sociais da CBDA. Veja todos os resultados no site do evento.

Fonte Assessoria de Imprensa CBDA
Foto: CBDA/Divulgação e Assessoria de Imprensa FAP