PROJETO NADANDO PELOS CARTÕES POSTAIS – 7 dicas para nadar em águas frias

10 meses ago 0

Não há nada como o treinamento de natação em águas abertas. Sim, a piscina é necessária, eficiente e a sua temperatura mais do que agradável, mas mover-se nas suas águas calmas nada tem a ver com fazê-lo no mar, no rio ou no lago. Já comentamos sobre isso muitas vezes.

Além disso, nesta época de nova normalidade pode ser que a sua piscina esteja fechada ou que requeira uma programação muito complexa que só lhe permite ir em determinados dias em determinados horários, o que pode desajustar completamente as suas rotinas de treino.

A isto se deve acrescentar que os dias estão cada vez mais curtos e as temperaturas caem, o que faz com que a temporada de mar aberto fique extremamente gelada.

Mas não se preocupe: você ainda pode ir até eles com garantias, e com os conselhos que nós compartilhamos, faça-o com segurança e sem ter que lidar com listas de espera na piscina.

 

PREPARE O TREINO COM ANTECEDÊNCIA

A partir de agora você tem que lidar com o risco de hipotermia. Para reduzi-lo, leve sua mochila com algo diferente do seu equipamento de natação: coloque toalhas extras, roupas quentes, alimentos ricos em calorias (géis, barras, frutas), uma bebida quente em uma garrafa térmica (chá ou café) e um cobertor quente.

Antes de sair, verifique as temperaturas do ar e da água, pensando que a sensação térmica e a umidade elevada amplificam os efeitos da hipotermia.

 

 

USE O MATERIAL CORRETO

Pense que a sua roupa de mergulho normal pode não ser suficiente. A temperatura da água despenca nas primeiras semanas do outono, oscilando entre 16 e 22 graus.

Sua tolerância a essas temperaturas vai depender de quanto você nadou ao longo do ano, mas nossa recomendação é que você invista em uma roupa de neoprene específica que tenha uma espessura adequada.

Além disso, se você mora em um ambiente mais frio, pode adicionar botas de neoprene, luvas e capuz.

ENTRE NA ÁGUA LENTAMENTE

O choque de água muito fria é a melhor maneira de ter um dia ruim. Entre aos poucos, e a princípio até a altura do quadril. Vá caminhar enquanto sua roupa de neoprene aquece. Em seguida, mergulhe totalmente para permitir que sua cabeça se ajuste. Se você não tiver certeza, use uma boia para manter a flutuabilidade.

Após este período de normalização você nota uma respiração acelerada ou uma cabeça muito fria, é melhor você sair. A hipotermia, como a hipóxia, nos deixa sem palavras, então, se o frio se instalou dentro de nós, é melhor sair antes que nosso cérebro comece a mentir para nós.

 

NÃO PARE DE SE MOVER

Quando a temperatura da água estiver normal, você terá que nadar. Enquanto você tiver calorias, o movimento irá gerar calor e combater o frio. Se, no meio do treino, você notar que está ficando com frio novamente, saia e continue se movendo até secar. Ande pela área enquanto se cobre e se seca com uma toalha. Lembre-se de que o fluxo de ar sobre o corpo retira a umidade e o movimento gera calor.

TREINE COM PARCEIROS

A melhor época para nadar em águas abertas é pela manhã ou ao pôr-do-sol, horários em que a água é tradicionalmente mais calma.

Nestes dois períodos de tempo, o grande problema é a obliquidade do sol, que reduz consideravelmente a visibilidade. Portanto, se você não tiver uma área protegida para nadar, é altamente recomendável tomar medidas de segurança adicionais.

O melhor, sem dúvida, é estar acompanhado, ou pelo menos avisar onde vai estar nadando. Vale lembrar que há alguns meses falamos sobre o Orca Open Waters SW, que inclui um sistema de envio de SMS para evitar problemas.

Caso não tenha, lembre-se de enviar um WhatsApp, e-mail ou SMS quando tiver saído da água. No entanto, é melhor ter seus companheiros de equipe ao seu lado, como observadores ou treinando com eles.

Se você os tiver na costa, checando, lembre-se de nadar com uma boia de alta visibilidade.

SEQUE SEU CORPO IMEDIATAMENTE APÓS NADAR

Você terminou de nadar? Estar molhado agora é seu pior inimigo. Seque rapidamente. Tenha suas toalhas e uma muda de roupa seca à mão.

Se as condições forem mais frias, prepare seu veículo para que possa entrar imediatamente e aquecer.

Troque de roupa para evitar o desperdício de calorias que sobraram em seu corpo lutando contra o clima.

 

COMER E BEBER

Nadar em águas abertas queima mais calorias. Uma vez fora, é hora de recarregar, de preferência de forma rápida e digerível (por exemplo, açúcares simples), para uma ação mais rápida.

Tente também incluir uma bebida quente, mas não em alta temperatura, porque você notará um contraste muito grande.

SEGURANÇA PRIMEIRO

Lembre-se de que a hipotermia é grave, por isso, na dúvida, desista de nadar em águas abertas se a temperatura estiver abaixo de 14 °C e não vá sozinho sempre que possível.

 

Este artigo, escrito por Patrick Smith, foi publicado na Training Peaks em 28 de setembro de 2020.

Sobre Patrick Smith

Patrick Smith é um Treinador TrainingPeaks Nível 2 com licença nos EUA. Oferece coaching, planos de treinamento totalmente customizados e planos de treinamento pré-escritos que podem ser adquiridos na loja de planos TrainingPeaks.